Turismo

O município tem aproximadamente de 25 mil habitantes e é destaque na região em virtude da Represa Laranja Doce, composta pelo Balneário Municipal, praias particulares, clubes, igrejas, hotéis, pousadas, bares, restaurantes entre outros pontos de lazer e entretenimento.  Referenciais que atraem moradores não só da cidade, mas de toda região ,  do País e do Mundo. A cidade hoje se destaca também com o Turismo Religioso, onde temos a Igreja de Santa Bibiana ( unificada do Brasil) .  Santa Bibiana é protetora dos epilépticos, da insanidade, depressão e da dor de cabeça. O dia  02 de Dezembro  foi decretado feriado municipal, data escolhida para prestigiarmos a Santa Bibiana.
 A cidade se destaca com os tradicionais eventos turísticos:

 

  • Carnaval MartFolia  2014 – O planeta bola é verde e amarelo
  • Miss Martinópolis – 10 de Maio
  • Festa das Barracas com comidas típicas -  13 de Junho
  •  Aniversário da cidade – 13 de Junho

 

Balneário Municipal

Concluídas as obras pela melhoria do balneário, atualmente são ao todo 09 quiosques lanchonetes que estão em toda a orla do balneário municipal.  Concluída a segunda etapa do calçadão, temos 1,4 mil metros de extensão, a qual recebeu iluminação. Hoje temos 24 quiosques cobertos e equipados com churrasqueiras, mesas de concreto e pias comunitárias. Os turistas podem usufruir dos quiosques gratuitamente.
No último verão tivemos uma média de 12mil turistas por semana na represa, lembrando que nas festas de fim de ano e no evento de carnaval  que são realizados pela Prefeitura recebemos o dobro de turistas. A Prefeitura realiza durante todo ano, diversos eventos, que gera um grande fluxo de turistas no balneário municipal Laranja Doce.
Devido ao grande fluxo de turistas no balneário, o atual prefeito Dinelli solicitou recentemente uma análise da água do balneário, a qual foi realizada  e obteve como resultado a classificação de própria e excelente, sendo assim destinada a balneabilidade, ou seja, a esportes de recreação como o esqui-aquático, a natação e mergulho.

 

Barragem da Represa Laranja Doce

A barragem começou a ser construída em 1929, tendo sido finalizada em 03 de dezembro de 1930, quando foi inaugurada a pequena Usina Hidroelétrica que existe no local, propriedade da CAIUÁ Cia. de Eletricidade. Na época a energia gerada por ela  servia a cidade de Indiana, Regente Feijó e Presidente Prudente, só alguns anos depois passou a servir também Martinópolis. O lago formado pelos rios Laranja Doce e seus tributários Alegrete e Estiva, é hoje um dos principais pontos turísticos da Alta Sorocabana. Cerca de 800 casas, algumas de alto padrão, estão implantadas nas margens da Represa, inclusive condomínios como o Jangada, Recanto, Recreio, Caravan Park , etc. Há também alguns clubes, como o Clube Recreativo,  Jangada, Clube dos funcionários da Caiuá,  Andorinha, entre outros.

Casa do Artesão

A Casa das Artesãs foi fundada em 26/05/2007, através do trabalho realizado pelo Projeto Empreender da Associação Comercial em parceria com o Sebrae e a Prefeitura de Martinópolis. Os integrantes da Casa se dedicam para que todos os produtos sejam confeccionados com total qualidade, prezando a satisfação do cliente. Hoje existem 28 artesãs cadastradas na casa e existem cerca de mil peças diversificadas.

 

Clube Recreativo

O Clube Recreativo é uma das opções de laser que a cidade oferece, entretenimento e diversão. Na Sede Social, o clube oferece o Salão de Festas, onde acontece diversos eventos. A Sede Social conta ainda com salão de jogos, academia, churrasqueira e duas piscinas, uma infantil e uma adulto.  O Clube oferece também sua Sede de Campo, localizado, na Represa a qual dispõe de área de camping, quiosques cobertos equipados com churrasqueira, pia, tomada e mesa. Outras opções na Sede de Campo são 11 Apartamentos, todos equipados com geladeira, fogão, pia, banheiro, ventilador, churrasqueira e conexão de TV a cabo.
 Na orla do Clube, alem da límpida água, você pode usufruir dos trampolins de laser e pesca. Outros atrativos da Sede de Campo são os salões de festas, onde um deles é fechado e o outro ao ar livre,  local onde são realizados todos os anos os tradicionais bailes do Hawai ( novembro) e de São João (Junho), eventos que reúne todos os anos milhares de turistas.

Estação Ferroviária

A estação ferroviária é o edifício número um da cidade, ela viu Martinópolis surgir como povoado (na época ainda com o nome de José Teodoro),  acompanhou todo o seu desenvolvimento. A estrada de ferro é que deu origem a Martinópolis, pois o colonizador João Gomes Martins comprou a fazenda fronteiriça à estação e planejou a cidade, fazendo o arruamento. Em seguida vendeu lotes urbanos e, próximo ao povoado, as chácaras. Mais distante vendeu sítios e fazendas. A terra dessa fazenda ia da estação até o Rio do Peixe. Hoje a estação está desativada, nos trilhos só correm (sem parada) os trens cargueiros em direção a Presidente Prudente. No local foi construído um pequeno Museu, na realidade uma espécie de vitrine-museu, onde estão expostos alguns objetos históricos e fotografias antigas.

Igreja Santa Bibiana

Santa Bibiana é a única Santa protetora dos epilépticos, da insanidade, depressão e da dor de cabeça. O dia dela é 02 de Dezembro, onde foi decretado  feriado municipal.

A construção da atual igreja começou em 1936 e só terminou em 1939, tendo sido inaugurada no Natal, pelo Pe. João Schneider. Ela foi construída sobre a capelinha que existia no local e que estava pequena para a população crescente da cidade. As pinturas do teto e das laterais foram pintadas por Francisco Ramirez, de Avaré, restauradas em duas oportunidades, a última em 2006, pelo artista martinopolense Sérgio Genaro. É a única igreja do Brasil dedicada a Santa Bibiana, uma mártir que foi perseguida na época do Império Romano. Bibiana era o nome de uma das filhas do colonizador Martins, certamente por esse motivo ele deu o nome da santa à igreja local.

Praça Municipal Getúlio Vargas

A Praça de Martinópolis está situada no centro da cidade, próxima a estação ferroviária e a avenida Nove de Julho.  A praça contem bancos, mesas, bebedouros, uma linda fonte luminosa, alem de árvores e plantas. A praça oferece também um coreto onde são realizadas algumas apresentações culturais.

Torres de Cerâmica

A Cerâmica Martins, que teve início de atividades no final da década de 1930, marcou época no desenvolvimento de Martinópolis, tinha até um desvio ferroviário para embarque de mercadorias. Produzia telhas e tijolos que eram vendidos para inúmeras cidades da região. Os herdeiros da família Martins não quiseram mais tocar o empreendimento, ela foi desativada na década de 1970. Ficou muito tempo abandonada, os edifícios foram derrubados, preservando as 4 torres (dos 4 grandes fornos de queima da produção). Lá funciona atualmente a sede da II Companhia da PM e a Casa da Criança.

Hospede-se

Área de Camping

Mais de 5 quilômetros de orla verde, com pias comunitárias, banheiros e 24 quiosques cobertos equipados com churrasqueiras e mesas. Informações no Departamento de Turismo: turismo@martinopolis.com.br  

Condomínio Village.

11 Belos chalés com ar condicionado, frigobar, ventilador, camas de solteiro e de casal, ambiente rústico. - Piscina - Parque infantil - Grande área verde - Trampolim as margens da Represa - Sala de Tv e video com ar condicionado - Ambiente para refeições

Hotel e Restaurante Ouro Verde

Serviços: - Acesso a internet banda larga nos apartamentos (wireless) - Computador para uso exclusivo dos hóspedes - Café-da-manhã (opcional café-da-manhã no quarto) - Serviço de lavanderia. - Recepção 24 horas - Restaurante próximo ao hotel (300m) - Área de lazer, piscina. (Quadra de tênis e futebol society consulte-nos sobre adicionais pelo uso). SITE: www.ouroverdehotel.com.br

Como Chegar?

Estamos a 22 Km de Presidente Prudente, e á 554 Km de São Paulo
Fonte: Departamento de Turismo de Martinópolis